segunda-feira, 16 de julho de 2012

Reprodução humana vai mudar em poucos anos


Mutações desfavoráveis estão se acumulando na humanidade atual numa progressão geométrica, o que provoca a sua degeneração. Para sobreviver, nós teremos de alterar o método de procriação, considera o conhecido professor americano Michael Reimers do Instituto de Genética Comportamental que visitou Moscou com uma série de palestras.

Na opinião do professor, todas as esperanças residem na engenharia genética. Hoje isso pode provocar protestos, mas daqui a 10 ou 20 anos nós não teremos outra saída. Teremos de procriar in vitro. Teoricamente, as crianças do futuro serão saudáveis e inteligentes. Existe um único perigo sério, reconhece Reimers, visto que certamente serão considerados como ideais determinados genes em concreto, a humanidade se tornará praticamente toda igual de uma forma bastante rápida.

Esse assunto pode lhe interessar.