segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Aquecimento global, onde?

A Grande Pausa já persistiu por 17 anos e 11 meses. Na verdade, com três casas decimais em uma base por década, não houve aquecimento global por 18 anos completos. O professor Ross McKitrick, no entanto, aumentou o período com um novo dado estatístico para dizer que não houve aquecimento global por 19 anos.
Qualquer que seja o valor que se adota, está se tornando cada vez mais difícil sustentar que estamos diante de uma "crise climática" causada por nossos pecados passados ​​e presentes de emissão.
Tomando a tendência de mínimos quadrados linear regressão no conjunto de dados da média global mensal, da temperatura mais baixa da troposfera por satélite no sistema de Sensoriamento Remoto ', não houve aquecimento global  por pelo menos 215 meses.
Este é o maior período contínuo, sem qualquer aquecimento no registro instrumental da temperatura global, desde os primeiros registros de satélites em 1979. Ele tem mostrado metade do recorde de temperatura por satélite. No entanto, a Grande Pausa coincide com um contínuo e rápido aumento da concentração de CO2 atmosférico.

Figura 1. RSS média global anomalias mensais de temperatura na baixa troposfera (azul escuro) e tendência (linha azul brilhante grossa), de outubro de 1996 a agosto de 2014 demonstram que não há tendência por 17 anos 11 meses.
O período de hiato de 17 anos e 11 meses, ou 215 meses, é o mais distante que se pode ir no registro de temperatura RSS satélite e ainda mostram uma tendência de sub-zero.
No entanto, o comprimento da Grande pausa no aquecimento global, embora significativo agora, é de menor importância do que a crescente discrepância entre as tendências de temperatura previstas em modelos muito menos condizentes com o mundo e sua real mudança de temperatura que tem sido observada.
Por:  
Esse assunto pode lhe interessar.