quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Governo de Santa Catarina tenta dar calote em seus servidores


Não é de agora, mas desde o mês de Maio desse ano, que o governo do Estado de Santa Catarina se esquiva das negociações necessárias para cumprir a pauta dos acordos coletivos das diversas categorias de servidores desse estado. Uma vez pressionado pelos representantes sindicais, o atual governo envia uma proposta que vai além do absurdo, onde sugere que seus servidores doem a reposição retroativa de seu salários para ajudar o governo a sanear suas dívidas decorrentes da má gestão da coisa pública, é claro. Com isso esse governo sugere que seus servidores abram mão do que têm a receber de reposição salarial, desde o mês de Maio de 2016 até outubro desse mesmo ano.
A piada é de mau gosto, mas o rombo nas finanças do Estado é ainda pior, o que eles não querem que você saiba, é que tais recursos destinados a reposição salarial dos servidores do Estado, foram sim desviados para o fundo social, onde aqueles que administram o erário público, têm liberdade para realocar esse recursos sem ter que dar muita satisfação, seja a quem for. Ai vemos a mão socialista comunista agindo por trás da cortina, ai vemos a mão que rege essa orquestra desafinada que outrora, quando em campanha eleitoral, de mãos dadas com o PT, PC do B e seus comparsas, caminhavam alegremente de um palanque a outro estado a fora, amealhando votos esperançosos de um povo cabisbaixo carente de opções de lideranças políticas.
O resultado ai está, os servidores são agora destinados a pagarem mais essa conta criada a partir da festança feita por aqueles que alegremente se esbaldam com o dinheiro público e que se dão o direito de cometer todo tipo de erro administrativo sem que nenhum tipo de ônus venha a lhe atormentar o sono, porque esse foi repassado para os servidores públicos desse estado. 
É praxe botar a culpa na crise, mas esse não é o caso, uma vez que esses recursos financeiros, já haviam sido destinados para esse fim por meio da LDO, como é de se esperar de qualquer governo.
Abraçado à corja comunista nacional, o governador R. Colombo, vendeu sua alma e com ela sua dignidade em troca de mais um mandato, no entanto teve que pagar tais benesses, porque nada é de graça nesse mundo, com o desvio de recursos públicos com o fim de beneficiar as eminências pardas correligionárias que o reconduziram ao topo do poder no estado. Fazer com que os servidores estaduais percam metade da reposição a que têm direito, nada significa para essa cúpula que diante da embriaguez ornada de falta de senso de responsabilidade, comemoram e aplaudem seus gestos administrativos falidos, sem nem mesmo se darem por conta da existência da classe trabalhadora que atende a população nas sua mais básicas necessidade, pobre rico povo catarinense. 

Esse assunto pode lhe interessar.